| Blog - 08/03/2020

4 MULHERES QUE ESTÃO MUDANDO O MUNDO

Ao redor do mundo, mulheres estão tomando a frente e promovendo uma revolução ambiental. Seja explorando os oceanos ou protegendo a Amazônia, mulheres destemidas estão conduzindo a mudança da situação atual do planeta.

 

Abaixo estão algumas das mulheres mais inspiradoras de todos os tempos, todas lutando por justiça ambiental:

 

1 Isatou Ceesay, a “Rainha da Reciclagem”

 

Isatou Ceesay, apelidada de “Rainha da Reciclagem”, é uma ativista da Gâmbia que iniciou o movimento de reciclagem One Plastic Bag (Uma Sacola Plástica) no seu país. Ceesay trabalha para educar a população sobre reciclagem e redução da produção de lixo. O projeto dela não apenas reduziu drasticamente a quantidade de lixo no seu vilarejo, como também empregou centenas de mulheres no oeste da África.

 

Em Njau, cidade de Ceesay, as sacolas se acumulavam pelas estradas e pequenas poças d’água se formavam sobre elas, trazendo mosquitos e doenças. Algo tinha que mudar. Isatou Ceesay foi essa mudança. Ela encontrou uma maneira de reciclar essas sacolas e transformar sua comunidade.

 

 

2 Zuhal Atmar, declarando guerra contra o lixo no Afeganistão

 

Ao longo das décadas de conflitos ao redor do Afeganistão, reciclagem nunca foi uma prioridade. Mas agora, uma mulher de Cabul está declarando guerra contra o lixo da capital do país, uma das cidades mais poluentes do mundo.

 

Zuhal Atmar, de 35 anos, montou uma planta de reciclagem, onde ela processa 33 toneladas de lixo por semana. Ela é a primeira mulher do Afeganistão a lançar um negócio desse tipo. Sua motivação vem do seu desejo de viver de forma mais “verde” e da percepção do quanto Cabul está contribuindo para as mudanças climáticas.

 

3 Zeinab Mokalled, com 81 anos inspirando um país a reciclar

 

Uma mulher de 81 anos organizou um time formado só por mulheres para recolher o lixo do seu vilarejo no Líbano. Agora, ela recebe vários visitantes querendo saber como que ela faz. Zeinab mokalled mostrou que quando o governo falha, iniciativas locais podem funcionar.

 

Mokalled convocou apenas as mulheres do vilarejo para ajudá-la, não os homens, em parte porque queria empoderá-las, em parte porque acreditava que elas fariam um trabalho melhor.

 

 

4 Maria do Socorro da Silva, ativista ambiental paraense e líder-quilombola

 

No Brasil, Maria do Socorro da Silva está conduzindo a luta do povo da floresta Amazônica contra a apropriação de terras, corrupção e poluição. Um dos principais nomes na defesa da floresta, ela sofre vários tipos de ameaças desde que começou a defender a Amazônia da presença de uma das maiores refinarias de alumínio do mundo.

 

Por mais de dez anos, ela tem lutado contra indústrias, políticos, investidores e países de primeiro mundo que não pensam duas vezes nos custos ambientais e sociais de suas atitudes.

 

Esses são apenas algumas das muitas mulheres que lutam todos os dias por um mundo melhor, não somente no âmbito ambiental. Elas nos inspiram a não apenas fazer a nossa parte, mas ir além.

 

Neste Dia Internacional da Mulher, a Forfest parabeniza a todas as mulheres que de alguma forma fazem a diferença.

 

Voltar